segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Desilusão...

Vamos refletir a respeito da palavra, "desilusão".
Ok, sei que ela é uma palavra "feia" e que ninguém gosta de se desiludir, mas já parou para pensar que ela, a desilusão, nada mais é do que uma grande libertação? Significa que você tinha se iludido, estava vendo uma situação ou uma pessoa de uma forma que não condizia com aquilo que realmente é e a fantasia chegou ao fim, deixando você livre.
Seu chefe sempre elogia sua competência porque ele reconhece seu desempenho e pretende te promover ou por que você faz o trabalho dele? O moço abre a porta do carro porque você é a mais especial das criaturas ou, simplesmente por que ele é gentil?
Sim, situações assim doem, mas não seria pior não reagir? E reagir significa se implicar no processo, parando para pensar em como nós mesmos criamos estas situações fantasiosas que tanto nos chateiam depois. Na maioria das vezes, ninguém nos engana, somos nós que não vemos o que está na nossa cara ou, simplesmente, preferimos a fantasia, afinal ela sempre é bem gostosa.
Desiludiu-se? E daí? Liberte-se e pronto. A melhor maneira de melhorar é parar que querer piorar. E..., convenhamos, você acha mesmo que é a única criatura que já se desiludiu? Quanta pretensão, rsrs.

9 comentários:

.ana disse...

gostei muito das tuas colocações. realmente, impossível passar pela vida sem desilusões, enganos, fantasias que perdem o encanto. e tu estás mt certa,a gente tem q tocar o barco.
"A melhor maneira de melhorar é parar que querer piorar."
é bem isso...

beijos

Vladir Duarte disse...

Ângulo interessante de se ver o assunto. E é a mais pura verdade.

Valeu.

Luna Sanchez disse...

Excelente, Bela!

Não é verdade que somos responsáveis por, pelo menos, 50% do que nos acontece?
Então, que sejamos responsáveis de forma integral pela consciência da desilusão.

Dói, sim, mas também ensina.

Beijo, parabéns pelo texto.

ℓυηα

Avid disse...

Bela verdade. So se desilude kem se deixa iludir. Mea culpa. E dai???
Bjs meus

O Profeta disse...

Troquei as voltas a um Golfinho feliz
Afagei a cria de uma Baleia azul
Confundi uma nuvem com ilha encantada
Perdi-me na rota entre o Norte e o Sul

Aprisionei o olhar de uma gaivota
Enchi a alma com penas de imensa leveza
Enchi o coração de doce maresia
Adormeci nos braços da incerteza

Vem viajar comigo no meu barco de papel


Boa semana

Doce beijo

[ rod ] ® disse...

As desilusões sempre existiram... fazer o que? aprender...

Bjs,









dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Vinicius Amaro disse...

"Na maioria das vezes, ninguém nos engana, somos nós". Meia dúzia de palavras, com um mundo de significados!
Beijao (e saudades)

L.S. Alves disse...

Desilusão? Acho que só vale a pena quando é auto imposta. A verdade é algo que não deve ser jogada na cara das pessoas. Ou elas encontram a verdade sozinhas ou jamais cresceram.
Um abraço moça.

Márcio Luiz Soares disse...

A desilusão, assim como a ilusão, são tão constantes em nossas vidas que acabam nos lapidando ou nos destruindo aos poucos. E o ego, cada vez mais machucado, endurece ou se desvanece a cada situação.
Gostei do texto e concordo com tudo.
Beijo

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin