segunda-feira, 6 de abril de 2009

Andanças...

Ela era insegura, ah, com certeza era, mas dizer que não era corajosa, isso não se pode falar.
Eram passos curtos, mas sempre para frente. Às vezes arriscava uns mais largos, desequilibrava-se, algumas vezes até caía, levantava-se rapidamente; retomava seus passos curtinhos e sempre adiante.
Ganhou confiança no andar mais largo no asfalto, na areia da praia, nos pisos, mas no pararalelepípedo, na terra, na grama, especialmente aqueles cujo sereno alcançara, preferia seus passos mais certos, os curtinhos.
Ela era insegura, mas sempre teve estilo (próprio dos que sabem se respeitar). Variava o modo de andar, mas nunca postura, não olhava as serpentes, nem as estrelas. Era o horizonte o que seu olhar sempre buscava.
Assim, ela seguiu seu caminho, esse, sempre foi certo para ela.

12 comentários:

.ana disse...

seguir sempre, mesmo que seja devagar e com cautela. é assim que procuro viver.
[me identifiquei com a moça aí...]

beijos!
boa semana!

L.S. Alves disse...

Já que não me permito outras atitudes, apenas sigo em frente e com calma. Sei que vou chegar lá. E se não chegar pelo menos apreciei a viagem.
Um abraço moça.

Vladir Duarte disse...

É caminhando que se faz o caminho... não importa o tamanho dos passos, quando não se perde os olhos da meta, lá na linha do horizonte!

Valeu, belo texto.

iilógico disse...

tem um testino que escrevi que fala disto:

resistindo
Lembre-se: andar é um processo, e, como um processo, tem que ser feito um item de cada vez, no seu momento certo, na velocidade indicada etc. É claro que a vida não é exatamente como uma bula, mas, convém que andemos com menos ansiedade e com mais prazeres diários e pequenos (olhar as árvores, bichinhos, amigos, bate papo). Desta forma acostumamos a desacelerar e respiramos até mais devagar. E também é essencial que tenhamos o tempo nosso com Deus. Falado? Respire fundo, e, lembre-se, a vida é você consigo mesma numa boa!

me visite lá. abs :]
te espero

Yussef disse...

E não seria exatamente o porto seguro o que a insegurança acaba trazendo?
Parece que se uma pessoa se sente insegura ela acaba compensando buscando algum ponto seguro na própria insegurança para poder lidar com ela e seguir.
E não importam os passos.
Importa é se manter em movimento.
Abraços grandes

Cris_do_Brasil disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C. disse...

Bravo essa menina! Saber seguir uma linha reta sem se intimidar com as pedras pelo meio do caminho, nao é para qualquer um!

Cleyton disse...

Ela parece ser feliz, bem feliz. Apesar de tudo. bjs

Clara disse...

Gostei do texto e adorei a foto!
Bjks

Bela disse...

Ana,
É isso aí.
Legal que se identificou.
Bjos.

L.S. Alves,
Chegará com certeza.
Um abraço moço.

Vladir,
Obrigada.
Abraços moço.

iilógico,
Lindo seu testino, vou até lá sim.
Obrigada pela visita e volte sempre.
Abraços moço.

Yussef,
Como diz a Doty do filme Procurando Nemo: "continue a nadar, continue a nadar...", rsrs.
Abraços moço.

C.,
Obrigada.
Bjos.

Cleyton,
E isso é só o que importa.
Abraços moço.

Clara,
Obrigada, é uma honra.
Bjos.

Faça a Diferença !!! disse...

Que post maravilhoso!

Faça o seu caminho, encontre um rumo.

Um abração
Ricardo Sérgio

Bela disse...

Ricardo,
Obrigada e volte sempre.
Abraços moço.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin