quinta-feira, 12 de março de 2009

E assim aconteceu...

Lembra daquela noite em que você me disse: "fale comigo, meu amor, sou eu quem estou ao seu lado, eu quem preciso saber?". Dali para frente além dos meus pais só você me conheceu tão bem, só com você eu sempre pude "ser mais eu".
Adoro nossa intimidade, tão intensa que às vezes não são necessárias palavras, você me conhece de cór, conhece meus olhares, meu tom de voz, meu silêncio.
Você compreende minhas fraquezas tanto quanto admira minhas virtudes, comemora minhas vitórias, me ampara e me deixava tomar fôlego para enfrentar as derrotas. Você é analítico, mas "sin perder la ternura jamas".
Nossos carinhos, nossas conversas, nossas opiniões, nossas divergências, ah, elas existem. E existe também nossa paixão, nossa cumplicidade, nossa confiança e nosso respeito um pelo outro. Será que é isso que chamam de amor?
Somente sei que você me proporciona viver coisas lindas e eu não tenho a menor dúvida do nosso querer bem.

5 comentários:

Emerson Souza disse...

Bonito isso einh.
Bjus.

Emerson Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Emerson Souza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Fernanda disse...

muito bonito Bel, gosto da forma como vc escreve... muito...bjs

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin