domingo, 3 de maio de 2009

Dos dizeres...

Ela disse que jamais se deixaria enganar por um homem. Deixou-se.
Ela disse que não entregaria seu coração a meia dúzia de palavras doces. Entregou.
Ela disse que nunca acreditaria em promessas. Acreditou.
Ela disse que nenhuma lágrima derramaria. E chorou.
Quando finalmente ela deixou de dizer o que não faria. Libertou-se.

10 comentários:

Deise Leal disse...

hahaha, essa sou EU... Ainda bem que me libertei também. Beijos, linda! Boa semana

C. disse...

Bem lembrado, dizemos muito mas fazemos tao pouco!
O melhor nesse caso é fazer já no primeiro aviso.

Emerson Souza disse...

Oie,
Mas se ligertou do que?
Bjus.

Flavio Ferrari disse...

Concordo. Menos compromisso, mais liberdade para experimentar ...
Viver é correr riscos ...

Fernando Richter disse...

Fico contente que gosta de futebol e, sinta-se privilegiada, pois torce para o glorioso tricolor. rs.

Espero que possamos trocar conversas.

Bjs,

Cadinho RoCo disse...

Cansou de morder a língua.
Cadinho RoCo

Mustafa Şenalp disse...

Çok güzel site.:)

Wanderson "Wans" disse...

Fantástica reflexão.
Somos escravos de nosso orgulho, (combustível de nossos sofrimentos mais bestas), e quando nos libertamos do mesmo, somos l-i-v-r-e-s.

meus instantes e momentos disse...

pronta para viver, com a intensidade da entrega, com o sonho da promessa,com a dor da lágrima.Com a certeza do querer.
Maurizio

Marcus Vinicius disse...

Estava precisando mesm o ouvir algo assim... Bateu com o meu momento.

bjs meus

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin