segunda-feira, 6 de julho de 2009

Intuição...

Ela se apaixonou por ele no instante em que o viu e dali para frente foi tudo muito rápido, inesperado, ela nem conseguiu prestar atenção no que acontecia: se atrapalhou, se confundiu, não sabe se fez o que seria certo. Eram sentimentos tão urgentes que ficava sem ar com e sem ele, da euforia à agonia em segundos, sentimentos tão ligeiros, que talvez não tiveram o tempo que precisavam.

Às vezes assustador, às vezes uma delícia, assim como as coisas que acontecem com velocidade. Ao mesmo tempo tudo muito intenso, tão vivido, talvez por isso trouxe tantas mudanças. Mudanças dessas que marcam a vida.

A certa altura ela achou de dizer um "te amo", pensava em fazê-lo em voz alta, num tom bem claro, com um sorriso daqueles de orelha a orelha, mas certamente ele diria que ela não sabia o que estava falando, ela não disse. Viveu sua intuição.

5 comentários:

Davi disse...

uma vez eu disse
"na intuição
aí está minha vã esperança".

É, 'ela' sabe o caminho.

Luna Sanchez disse...

Querida Bela,

Por mais que seja notório e evidente, acho que falar e ouvir também são importantes para a expressão do amor.

É o que diz a minha intuição, enfim.

Dois beijos,

ℓυηα

Deise Leal disse...

"Viveu sua intuição."
É o que vale mais a pena... viver sem medo de ser feliz.
beijos, linda

Roberta C. Linãres disse...

Quem segue a intuição dificilmente erra.

Bjo

Márcio Luiz Soares disse...

Vivo minha intuição, sempre. Talvez por isso tudo é tão intenso em minha vida. E nem tão feliz quanto merecia.
Mais um texto marcante, moça. Valew. Beijo

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin